Artista Local vs Veículo de Comunicação

E você jornalista, o que faz para mudar essa situação?

floripa
floripa

Hoje eu, como jornalista de Florianópolis, me pergunto o que os veículos de comunicação da ilha fazem para apoiar ou dar o devido suporte ao artista local?

Tenho recebido frequentes reclamações sobre os principais veículos impressos daqui de nossa região, são artistas que tentam ganhar algum espaço depois de trabalharem muito para conseguirem fazer crescer sua cena. Artistas nascidos, criados e viventes da nossa sociedade hipócrita, racista, machista e homofóbica sim, que julga tudo pela meritocracia (com o mérito de normalmente ser filho de quem manda ou ser o filho de quem é o dono).

Veículos de comunicação hoje em dia, só se preocupam se a informação é “EXCLUSIVA”. Ao enviar uma sugestão de pauta para um colega, normalmente o mesmo me retorna “é uma pauta exclusiva?”. Caro colega, não lhe interessa se a pauta é exclusiva, interessa o apoio que damos A QUEM PRECISA, aos projetos sociais da cidade, aos menos favorecidos, às pessoas que não tem condições para custear uma assessoria de imprensa ou uma publicação branded content, mas que precisam aparecer sim, afinal fazem trabalhos excelentes e dignos de prestígio e visibilidade. E é por isso que eu luto!

Fico p*** da vida quando recebo esse tipo de mensagem, pois meu trabalho como jornalista é informar e fazer essa informação chegar ao máximo de pessoas de diferentes locais e vivências. Seu veículo não possui o mesmo público alvo que o outro jornal impresso, acredite. Enquanto você jornalista quebra a cabeça pensando se a pauta é exclusiva ou não, a sua “pauta social” só quer sentir um momento de prestígio e ao olhar para trás (ou para sua publicação) perceber que todo o percurso valeu a pena.

Pense, reflita e reaja. Você, amigo jornalista, é que vai fazer a diferença

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *