De olho nos números e esquecendo a arbitragem, Matheus Barbosa comemora atuação do Avaí e foca no duelo com o Ceará

Exaltar o que de positivo aconteceu e esquecer as coisas ruins. Por mais que ainda seja doloroso. Jogando no Rio de Janeiro, o Avaí foi superior ao Vasco da Gama, finalizou mais, teve números melhores, mas deixou São Januário com apenas um ponto na bagagem.

Titular e sem ser substituído novamente no Avaí, Matheus Barbosa prefere não comentar muito sobre a arbitragem. É que o time carioca saiu na frente após o juiz do compromisso, Ricardo Marques Ribeiro, marcar um escanteio para a equipe cruzmaltina inexistente. O Leão, no entanto, continuou bem no duelo a ponto de arrancar a igualdade nos minutos finais. “Eu acredito que não vale muito a pena a gente ficar comentando. Tem que deixar pra diretoria. E tem que guardar as energias pra trabalhar. Até porque foi nítido que era tiro de meta no lance. Atrapalhou muito, pois naquele momento estávamos bem na partida e buscando a vitória. Mas ficar falando não vai mudar nada. Eu prefiro exaltar nosso espírito de entrega durante todo o jogo”, afirmou o volante, campeão catarinense neste ano pelo Leão da Ilha.

Matheus Barbosa, aliás, reforça que o time avaiano não desistiu mesmo após sofrer o gol. E que a atuação coletiva e organização da equipe precisam ser mantidas para as próximas rodadas. Enquanto o Vasco finalizou dez vezes, o Avaí alcançou 13, com quatro saindo de passes criados pelo volante. “Fizemos um grande jogo, fomos superiores. Merecíamos a vitória na minha opinião. Os números mostram isso também. Soubemos jogar o jogo e ainda mais na casa do adversário. Agora é focar no Ceará. Temos uma semana inteira pela frente de trabalho. Jogamos na Ressacada e vamos contar com o apoio do nosso torcedor com certeza”, finalizou Matheus Barbosa, que na temporada soma 21 compromissos pelo Avaí, com um gol marcado.

Avaí e Ceará vão medir forças na próxima segunda-feira, às 20h, no estádio da Ressacada.

avaí
Foto: Frederico Tadeu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *