Tempo de economizar


454v2.jpgFoto: Divulgação / Beatriz Momm

Boas práticas e medidas eficientes aliadas às energias renováveis auxiliam na diminuição do valor da conta de luz

 Você sabe por que o horário de verão existe? A ideia é reduzir o consumo de energia à noite, entre 18h às 21h, com o objetivo de aproveitar melhor a luz natural. No Sul do país, onde o horário de verão é instituído, os consumidores podem aproveitar esta inciativa. Agora, no inverno, devem praticar ações que geram economia no final do mês. Iniciativas como apagar as luzes quando ninguém está no ambiente, desligar o monitor do computador, não deixar a geladeira aberta por muito tempo, tomar banhos longos ou não trocar a chave do chuveiro elétrico de acordo com as estações são exemplos de desperdícios.

O consumidor deve analisar o tanto de energia elétrica que um eletrodoméstico, chuveiro, lâmpada, etc, utiliza para realizar as próprias funções. Fazer mais com menos é a premissa da eficiência energética. Uma lâmpada de tecnologia LED de 7 W, por exemplo, ilumina um ambiente com a mesma eficácia de uma incandescente de 60 W, que pela baixa eficiência dissipa calor desperdiçando energia.

 Outra iniciativa aliada à eficiência energética são as energias renováveis. No caso da energia solar, o consumidor possui o retorno de investimento, o payback, com a economia de energia em até cinco anos. Os painéis fotovoltaicos podem produzir até 100% da energia exigida, gerando economia de até 95% nas faturas. Se o consumo da unidade for menor do que a energia gerada, pode ser entregue à companhia de luz e utilizada posteriormente em forma de crédito na conta de luz.

 Mas a eficiência energética vai além da troca de lâmpadas. É possível adquirir soluções eficientes como isolamento térmico, diminuindo o uso de ar-condicionado, não sobrecarregando tomadas, trocando eletrodomésticos antigos por outros que consumam menos energia, entre outras atitudes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *